NASCEU O NOSSO NOVO FILHOTE!

Compartilhar

Foto-Jojó-com-livro-738x1024 NASCEU O NOSSO NOVO FILHOTE!

O livro “Mistura Fina” chegou. Duzentas páginas de pura diversão, aprendizado, arte, reflexão e emoção.
Muito orgulho!
 
Tamanho 28 x 22 cm, todo colorido, com ilustrações inéditas. Cada página, uma experiência nova.
 
Vem embalado em caixa personalizada e é perfeitinho como presente de Natal.
 
Acesse e peça o seu. Vou adorar autografá-lo para você.
 
http://misturafinalivro.com/

Compartilhar
Share on

ROTEIRO DE PALESTRAS É CINEMA!: 14a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Compartilhar

Cinema-Menor-1-1024x682 ROTEIRO DE PALESTRAS É CINEMA!: 14a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto.

Um grande diretor de cinema uma vez fez a seguinte declaração: um bom filme é sempre feito de uma ótima história ou roteiro, depois um bom diretor e finalmente bons atores.

Se você tiver grandes atores com uma história apenas razoável, um diretor pode salvar, em parte, o filme. Mas se você tiver uma ótima história e um bom diretor, mesmo com atores medianos, você consegue fazer um grande filme.

Esta mesma premissa vale também na construção de um roteiro de palestra. Precisamos sempre levar em conta quatro tópicos para elaboração de um bom roteiro:

  • Objetivo: Quando não sabemos o que se queremos não saberemos o que fazer. Tenha muito claramente o seu objetivo com a sua apresentação.
    – Qual é a meta da palestra? Qual o seu objetivo e o que você pretende alcançar com a sua apresentação? Não deve haver dúvidas sobre isto.
  • Conteúdo: uma vez que você obtenha o seu objetivo, é hora de incluir elementos que expressem claramente este objetivo, através de uma combinação de boa informação aliada a sua comunicação assertiva.
  • Emoção: é fundamental que tenha sempre um pouco de emoção, pois nosso cérebro é prioritariamente límbico, ou seja, alimenta-se de emoções. Isso vale inclusive para palestras técnicas, mantendo a sua plateia interessada.
  • Entretenimento: E o outro aspecto que pode e deve ser utilizado é o de promover algum tipo de interação com seu público: sorteio de brindes, pergunta, canto, dança ou outros artifícios que sejam confortáveis para você. Manterá o público entretido e interessado

(Continua na próxima semana)

 Visite www. palestrantenota1000.com e agende o seu curso personalizado.


Compartilhar
Share on

MEDITAÇÃO: O ÓCIO CONTEMPLATIVO – PARTE 1 – GENIALIDADE

Compartilhar

Genialidade-Menor-300x165 MEDITAÇÃO: O ÓCIO CONTEMPLATIVO - PARTE 1 - GENIALIDADE

Genialidade

Compulsiva, a mente, por seu tráfego incessante e ruidoso, não nos permite ver além dela, da mesma forma que não podemos ver a areia do mar sob nossos pés, quando as águas estão muito mexidas.

A terra existe há 4 bilhões e meio de anos; desses, os nossos ancestrais mais remotos começaram a povoá-la há “somente” 4 milhões de anos. É bem pouco tempo, se mensurarmos o período total da vida do planeta. O Homo Sapiens habita o mundo há menos de duzentos mil anos. Neste curto espaço temporal, saltamos de apenas mais uma espécie, nem tão bem equipada fisicamente para a competitiva luta pela sobrevivência na natureza, ao topo da cadeia alimentar, devido aos nossos extraordinários atributos cognitivos. Somos temidos por todas as outras espécies e não tememos ninguém, apenas a nós mesmos.

O nosso impressionante poder adaptativo, adicionado a uma inventividade sem limites, não só geraram um mundo sofisticado, de confortos e comodidades, como também a capacidade de viver em lugares inóspitos, desde os 50ºC negativos da Antártica aos 50ºC positivos do Saara, e realizar um pequeno salto para o homem, mas grande para a Humanidade, como ir à Lua.

Estamos tão acostumados com a tecnologia que não percebemos os verdadeiros milagres gerados diariamente. Só para exemplificar, imagine um grupo de macacos reunidos para montar um simples rádio de pilhas. Lendo e relacionando as peças e, depois, fazendo-o funcionar. Não conseguimos conceber que aqueles bichos peludos, de testa achatada e mãos parecendo pés e vice-versa, seriam capazes de tal feito. Não são, mesmo. E notem que a diferença entre nós e um chimpanzé é de apenas um cromossomo!

Outro exemplo é a genialidade da criação da 9ª sinfonia de Beethoven. Ela é ainda mais extraordinária porque quem a criou estava surdo. Ou o refinamento da teoria da relatividade, hoje, nem tão teórica assim. É um luxo! Nosso talento quase nos suplanta. Às vezes, podemos imaginar seres extraterrestres observando os frutos da nossa criatividade, com uma expressão (seja qual for a cara que eles tenham) de espanto. Teriam de aceitar que simples mamíferos, impregnados ainda de tanta instintividade (embora tentemos mantê-la guardada numa caixa, isto é, numa cueca), pelados, com apenas alguns tufos de cabelos no alto da cabeça, embaixo dos braços e na região pubiana, foram capazes de criar algo tão refinado como o cinema, a poesia, a música, o existencialismo e a espiritualidade.

(Continua na próxima semana)


Compartilhar
Share on

OS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: DÉCIMA PARTE PESSOAS INSPIRADORAS & NEURÔNIOS ESPELHOS

Compartilhar

NEURONIO-1024x677 OS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: DÉCIMA PARTE  PESSOAS INSPIRADORAS  & NEURÔNIOS ESPELHOS

Nós somos um animal que evoluiu através da imitação. Quando buscamos aceitação, inconscientemente, reproduzimos a expressão corporal, vestimentas, linguagem características de um determinado grupo ou pessoa.

A neurociência revelou que nosso cérebro tem um neurônio especializado em imitação: o charmosíssimo neurônio-espelho, que é ativado quando observamos e consideramos vantajoso repetir o mesmo ato de outra pessoa.

O nosso neurônio-espelho, imita o comportamento de outro como se estivesse ele próprio a realizar essa ação.

Imitar e fundamental, por exemplo, para o aprendizado da linguagem.

Este comportamento acontece o tempo todo e é influenciado pelo meio externo, e principalmente, pelos indivíduos em nosso entorno.

Nosso mindset fixo buscará reforçar laços com pessoas que apoiem as crenças seguras, estabelecidas, confortáveis. Deste modo, é necessário ficarmos atentos para avaliar qual o perfil daqueles com que mais conviemos e o quanto eles nos auxiliam ou sabotam na nossa proposta de modificação de mindset.

Assim, há uma pergunta que precisamos fazer, incessantemente:

– Quem estou imitando?

E responde-la com sinceridade e atitude mental aberta para, progressivamente, mudar de tribo quando nosso grupo de convivência não é um aliado no nosso desenvolvimento pessoal.

#derosemethod #DeRose#deroselifestyle #jorismarengo#jojomarengo #derosefloripa#lifestyle #metododerosefloripa#mindset #relationship # oratória #palestrante #palestra

3D illustration of Interconnected neurons with electrical pulses.


Compartilhar
Share on

NUNCA CUMPRA APENAS O PROMETIDO!: 13a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Compartilhar

Palestrante-2-Menor NUNCA CUMPRA APENAS O PROMETIDO!: 13a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto.

Como tudo na vida, existe o que está escrito e o que não está combinado. Na sua apresentação vale o que está nos slides e que deve entregar à empresa contratante, o conteúdo que ela pediu.

Mas jamais cumpra apenas o prometido. Crie e planeje cenários que vão muito além do programado, encantando plateia e empresa.

Abaixo vão algumas questões que, quando respondidas, promovem arrebatamento e fidelização:

  • Uma apresentação não deve ser vista como um fim, mas como um meio – ou seja, ela deve promover indagação, reflexão na plateia, porém, de maneira didática e divertida.
  • Qual a finalidade da apresentação? – pensar além do tema e da solicitação da contratante é uma estratégia para uma palestra que entrega mais do que o garantido. Isto é encantar o cliente-empresa.
  • O que você deseja que o seu público pense, sinta e reflita? – monte sua palestra para que tenha momentos-terremotos, ou seja, faça o público tremer, reter a respiração.

 

Visite www. palestrantenota1000.com e agende o seu curso personalizado.

Speaker at Business Conference and Presentation. Audience at the conference hall.


Compartilhar
Share on

OS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: DÉCIMA PARTE : A FORÇA DOS MODELOS MENTAIS

Compartilhar

Cerebro-modelo-mental-menor-1024x678 OS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: DÉCIMA PARTE : A FORÇA DOS MODELOS MENTAIS

A FORÇA DOS MODELOS MENTAIS

Feche seus olhos e imagine-se sentado à mesa e na sua frente, num prato, encontra-se uma deliciosa lasanha gratinada. Visualize a lasanha: a cor, textura, aroma, temperatura. Em seguida, mentalize que você está comendo a lasanha e desfrutando do seu sabor.

É muito provável, que se você estiver com fome, esta construção mental, estimulará o seu cérebro, que, por sua vez, acionará as glândulas produtoras de saliva, secreção que tem a função de ajudar o aparelho digestivo a decompor a comida ingerida.

Formas imaginárias tem o poder de desencadear reações orgânicas iguais àquelas que experimentamos quando imersos em uma situação real. Por isso, elas vêm sendo estudadas pelos neurocientistas, na tentativa de descobrir suas implicações e aplicações.

Uma experiência feita por estes pesquisadores, utilizando de aparelhos de ressonância magnética funcional (fMTI), acompanharam o que acontecia com o cérebro humano a partir da criação de imagens mentais. Descobriu-se que estas imagens mentais tinham o poder de moldar o cérebro, mudando-o pela repetição.

Quando estas formas mentais são construídas voluntariamente, denominamos de modelo mental, arquétipo ou mentalização, e são largamente aplicadas para ajudar na mudança de hábitos e crenças.

Mentalizações são um instrumento muito útil na elaboração de um mindset de crescimento. Ao construirmos um modelo mental do queremos aprender ou mudar em nós, e repetirmos recorrentemente, progressivamente, o cérebro se moldará de maneira a liberar as concentrações certas de hormônios e neurotransmissores, num reajuste hormonal compatível com o novo mindset, facilitando nossa capacidade para realizar mudanças na atitude mental.

Semana que vem tem mais.

#derosemethod #DeRose#deroselifestyle #jorismarengo#jojomarengo #derosefloripa#lifestyle #metododerosefloripa#mindset #relationship # oratória #palestrante #palestra


Compartilhar
Share on

NONO ESBOÇO DO PROJETO “ÁSANA”

Compartilhar

Bhujanghásana-azul-1024x1024 NONO ESBOÇO DO PROJETO “ÁSANA”
O projeto tem 25 ásanas selecionados entre os mais de 2000 sistematizados conhecidos.

A partir destes esboços, estou desenvolvendo, em nanquim, trabalhos feitos sobre papel algodão, 76 x 56 cm.

Nas obras finais, aloco múltiplos elementos inusitados de jeito a originar um ambiente lúdico e de muita energia.

Inspirador e desafiador.


Compartilhar
Share on

GERENCIA BEM O TEMPO DA SUA PALESTRA 11a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Compartilhar

Relogio-2-menor-1024x598 GERENCIA BEM O TEMPO DA SUA PALESTRA  11a dica para quem quer ministrar palestras matadoras.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto.

Tempo é dinheiro. Mais do que isso: tempo é vida. Então faça cada segundo da sua apresentação valer.

Aí vão algumas dicas preciosas:

  • Perguntar o tempo disponível – confirme com o contratante o tempo disponível e ajuste o número seus slides, reduzindo ou ampliando, conforme o período disponível. E cuide para que os slides selecionados entreguem o tema contratado.
  • Tenha uma apresentação resumida para imprevistos – como surpresinhas fazem parte da vida, poderá ocorrer que os organizadores não gerenciem bem o tempo do evento e sua apresentação ficará comprometida. É quando você saca a sua palestra resumida.
  • Se o tempo determinado for maior, reserve minutos para dúvidas e questões – os participantes sempre tem dúvidas e é muito legal poder interagir com o público respondendo as dúvidas.
  • Duração máxima: 1 hora – primatas humanos têm cérebros gigantes, ávidos de estímulos. Treine-se para dar seu recado em períodos pequenos. Assim, nunca correrá o risco de sua palestra perder o interesse da plateia.

Visite www. palestrantenota1000.com e agende o seu curso personalizado online ou presencial.


Compartilhar
Share on

AS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: NONA PARTE

Compartilhar

MindSet-Nona-parte-1024x683 AS MAIORES DESAFIOS NA MUDANÇA DO MINDSET: NONA PARTE

A MUDANÇA DO MINDSET

Para mudarmos nosso mindset, precisamos entender que nossas crenças antigas não são extirpadas. As novas crenças posicionam-se ao lado delas, fortalecendo-se e mudando nossa forma de pensar, agir e sentir. Ou seja, as novas maneiras de ver as coisas funcionam como um professor, reeducando as crenças ultrapassadas.

O mesmo vale para o mindset fixo. Nós não o matamos. O mindset de crescimento coloca-se emparelhado a ele, fortalecendo-se e com isso remodelando a atitude mental que queremos reeducar.

Atentemos que o mindset fixo já está instalado em nós. Ele sempre manifesta-se primeiro. Nossa leitura dos eventos, incialmente, sempre será feita por ele.

Uma estratégia inteligente de alterar a forma de pensar é evitar refutar, mas, ao contrário, reconhecer a maneira antiga de entender as coisas.

Em seguida, é importante questioná-la:

– Quais são as provas que sustentam ou negam esta crença? Ela é a única maneira de entender este evento, sentimento ou ideia?

Ao questionarmos o modelo mental, imediatamente emergem sensações, sendo algumas desconfortáveis. É o momento de buscarmos as experiências de fracassos, críticas, conflitos e expectativas que alimentam, desencadeiam o mindset fixo.

Independentemente do nível de profundidade desta investigação, uma vez identificados alguns motivos que achamos que alimentam o mindset, o próximo passo é criamos perguntas, envolvendo a maneira de pensar tradicional e que estimulem a emersão de um novo mindset:

– Posso fazer diferente? Como o mindset fixo pode me dar um suporte? Como posso crescer e ajudar outras pessoas a crescerem com meu novo mindset?

Promover este perfil de questionamento desaloja o mindset fixo da sua área de conforto, conduzindo a mente a olhar, curiosa, possibilidades inéditas.

Semana que vem tem mais.

#derosemethod #DeRose#deroselifestyle #jorismarengo#jojomarengo #derosefloripa#lifestyle #metododerosefloripa#mindset #relationship # oratória #palestrante #palestra


Compartilhar
Share on